domingo, 20 de junho de 2010

O sistema de governo mundial

A ordem mundial de Baha’´’ullah, tal como ela a concebeu, é uma réplica do sistema Britânico de Governo. Essa ordem encontra-se descrita na epistola. livro do profeta(Ezequiel 3:1) abaixo:
LAWH-I-DUNYÁ -(Epístola do Mundo) – “O sistema de governo adotado pelo povo britânico em Londres parece ser bom, pois é adornado com a luz tanto da realeza como da consulta com o povo. Na formulação dos princípios e leis, uma parte foi dedicada às punições, as quais constituem um instrumento efetivo para a segurança e a proteção dos homens.”
Compete a Organização da Nações Unidas (ONU) se transformar no governo descrito abaixo:
1) O sistema de governo Inglês controlado pelo executivo mundial britânico ( O Anticristo) e seus nove mestres eleitos:
Organização política
O Reino Unido é uma monarquia constitucional hereditária que tem por Chefe de Estado a soberana (atualmente, a Rainha Elisabeth II). As duas câmaras do parlamento são a Câmara dos Comuns e a Câmara dos Lordes. Os 651 deputados da Câmara dos Comuns são eleitos por sufrágio universal por um período de cinco anos, em circunscrições uninominais. A Câmara dos Lordes é composta por Pares do Reino por direito hereditário e por Pares (homens e mulheres) nomeados a título vitalício pela soberana em recompensa de serviços notáveis prestados à nação. Ambas as assembleias detêm poderes de iniciativa legislativa, embora esta seja habitualmente exercida pela Câmara dos Comuns. Após três leituras na Câmara dos Comuns, os projectos de lei são transmitidos à Câmara dos Lordes que pode devolvê-los à primeira com alterações ou sugestões. A Câmara dos Lordes não pode opor-se a uma proposta legislativa que tenha sido apresentada duas vezes na Câmara dos Comuns, mas pode suspendê-la. O poder executivo é exercido pelo Conselho de Ministros (Cabinet) presidido pelo Primeiro-Ministro, sendo ambos responsáveis perante a Câmara dos Comuns.
Do ponto de vista administrativo, o Reino Unido é um Estado unitário em que o Parlamento constitui o órgão supremo.
A CONSTITUIÇÃO
O Reino Unido não tem uma constituição escrita.
Os direitos dos cidadãos são definidos pela combinação de normas oriundas de:
• direito consuetudinário (common law), baseado em precedentes jurídicos
• leis
• convenções
Os documentos constitucionais abaixo são os mais importantes:
• Magna Carta (1215) – limitou o poder da Coroa
• Bill of Rights (1689) – deu mais poderes ao Parlamento
• Reform Act (1832) – reformou o modelo de representação política
• Human Rights Act (2000) – definiu os direitos fundamentais dos cidadãos
Os elementos-chave do Human Rights Act são:
• um código de valores em sintonia com a cultura e a administração britânica
• 14 artigos que englobam princípios como o direito à vida, à liberdade de expressão e à educação.
A MONARQUIA
Sua Majestade a Rainha Elizabeth II é a chefe do executivo, faz parte do legislativo, é chefe do judiciário, comandante-chefe das forças armadas e autoridade suprema da Igreja Anglicana. Atualmente, o papel político do monarca é essencialmente cerimonial e a Rainha age sob a orientação de seus ministros.
A IGREJA (E UM PARLAMENTO MUNDIAL DAS RELIGIÕES)
A Igreja Anglicana, que foi separada da Igreja Católica Romana na época da Reforma no início do século XVI, é a igreja que representa a religião oficial da Inglaterra. O Monarca é a “Autoridade Suprema” da Igreja e nomeia seus dois arcebispos e 42 outros bispos diocesanos.
LEGISLATIVO
O parlamento é formado pela Rainha, Câmara dos Lordes e Câmara dos Comuns; nesta,
membros eleitos encarregados de representar seus respectivos distritos eleitorais debatem e votam a legislação nacional.
EXECUTIVO
O Governo: primeiro-ministro, ministros e secretários de estado; ministérios e órgãos estatais subordinados aos ministérios; administrações regionais descentralizadas na Irlanda do Norte, Escócia e País de Gales; autoridades locais e empresas públicas.
JUDICIÁRIO
O poder judiciário é composto por cortes, juízes e advogados que estabelecem normas de direito consuetudinário e interpretam as leis aprovadas pelo legislativo.
O ordenamento jurídico baseia-se em:
• normas de direito consuetudinário e eqüidade – estabelecido por meio da reiteração de sentenças
• leis parlamentares
• legislação da União Européia
O Ministro do Interior/Justiça, (Home Office), é responsável direto pelo sistema jurídico criminal na Inglaterra e no País de Gales. Na Escócia e na Irlanda do Norte, essa função cabe ao Ministro da Justiça e ao Secretário de Estado para a Irlanda do Norte, respectivamente.
GOVERNOS LOCAIS
São responsáveis por serviços públicos locais, mantidos com recursos provenientes da coleta de impostos locais e de repasses do governo central.
Há 387 representações de governo locais na Inglaterra. Londres tem 32 conselhos distritais.
As 22 autoridades locais no País de Gales gastam a metade dos 8 bilhões de libras esterlinas previstas no orçamento de serviços públicos.
AGRICULTURA
No setor agrícola, a indústria de laticínios é mais comum na região oeste da Inglaterra; rebanhos ovinos e bovinos são comuns nas áreas montanhosas e de charnecas do norte e do sudoeste. O cultivo de terras aráveis, criação de porcos e aves e horticultura estão concentrados nas regiões leste e sul.
XXX
Como parte de seus planos de conceder mais poderes às regiões, o Governo estabeleceu Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs) em nove regiões da Inglaterra em abril de 1999. Os objetivos das ADRs são, entre outras coisas, promover desenvolvimento econômico regional coordenado e regeneração, além de reduzir os desequilíbrios econômicos que existem dentro e entre as regiões inglesas de forma a melhorar seus poderes de competitividade.
2) Uma federação mundial de estados como os EUA.
O período da história dos Estados Unidos da América entre 1783 e 1815 caracteriza-se pelos primeiros anos de independência dos Estados Unidos, e da união de treze ex-colônias britânicas uniram-se para formar um único país. As Treze Colônias haviam lutado bravamente por sua independência durante a Revolução Americana de 1776. O Reino Unido assumiu sua derrota em 1783, e pelos termos do Tratado de Paris, o Reino Unido reconhecia oficialmente a independência dos Estados Unidos da América. O período que estende-se entre 1783 e 1815 caracteriza-se por três fatos. A primeira foi a criação efetiva do governo americano. Durante os primeiros anos de independência, os Estados Unidos não passavam de uma Confederação de Estados, e efetivamente, um governo nacional ainda não existia. Em 1787, representantes de todos os Estados americanos, bem como outros oficiais importantes, reuniram-se e escreveram juntamente a Constituição americana. Esta constituição definine explicitamente o papel e os poderes do governo federal no país. A Carta de Direitos foi aprovada em seguida. George Washington foi o primeiro Presidente do país, em 1789.
3) LASTRO EM OURO PARA A NOVA ECONOMIA MUNDIAL
Misterioso e fascinante, o Egito Antigo deixou-nos muitas obras de arte; relíquias que nos permitem remontar o complexo mosaico de uma civilização perdida e redescoberta, obras-primas de valor incalculável, conservadas em alguns locais privilegiados.Em Tesouros do Egito, a imensa herança arqueológica e artística conservada em um dos mais prestigiados cofres de tesouros da história, o Museu Egípcio do Cairo, tem toda sua magnitude revelada através das imagens produzidas por um fotógrafo de renome internacional e dos textos de alguns dos principais egiptólogos do mundo. Ao lado do famoso tesouro funerário de Tutancâmon, este livro também apresenta os objetos encontrados em mais de cem anos de escavações nos complexos das pirâmides de Gizé, Saqqarah e Dahchur, na necrópole real de Tebas e no Templo de Kamak, onde centenas de estátuas foram descobertas.A sabedoria contida no texto e a qualidade das imagens proporcionam uma viagem aos pontos mais remotos da história do Egito.
4) UMA EXÉRCITO MUNDIAL
Com a Constituição Mundial, será necessário reorganizar os exércitos de todos países, que serão agregados a um só exército mundial, cada país continuará com seu exército, o que ira mudar é o comando do Exército, Marinha e da Aeronáutica, Exemplo:Serão criados 2 comandos, o EMFAM (Estado Maior das Forças Armadas Mundial) e o EMFAC (Estado Maior das Forças Armadas do Continente), No (EMFAM) serão centralizados os Comandos dos Cinco Continentes, no (EMFAC) é centralizado todos os EMFA dos paises que compõem o Continente.
E por fim… estabelecer uma comunidade mundial que não poderá comprar ou vender sem o sinal de Baha’u’llah (a estrela de nove pontas), o nome de Baha’u’llah ou o número de letras do seu nome (9).obs:todas as infromações aqui compartilhadas, não representa o todo da cosmuvisão mundial, sobre os bastidores da politica mundial ou ainda sobre a teoria da conspiração, podendo haver divergencias entre diferentes pontos aqui descritos ou concordancias com resalvas.post byjanio ires

Um comentário:

Tomai e Comei: Aqui nasce um novo reino. disse...

A grande batalha: o Apocalipse

O futebol é um jogo maravilhoso e vem cada vez mais encantando as plateias e conquistando o mundo. Poderia o futebol moderno, que teve início há pouco mais de um século, estar relacionado à volta da divindade para a terra?

Aparentemente não, mas se olharmos mais de perto podemos ver que o futebol tal qual se organiza é talvez um dos sinais, anunciando a volta do Messias. Em campo duas equipes rivais, onze jogadores (os onze discípulos, aquele que o traiu é o camisa doze, a torcida gritando: dinheiro, propriedade, poder), ao centro a bola (o planeta terra) e um estádio lotado (os habitantes da terra) para o grande espetáculo. O jogo é em casa (na terra) e o adversário (o que vem de fora) não é ninguém menos do que a equipe de Jesus, derrotado e expulso da terra há dois mil anos, mas que prometeu voltar e estabelecer o Reino de Deus aqui.
Já nos vestiários, o técnico Jesus Cristo orienta os seus onze jogadores (discípulos) sobre as estratégias para um domínio perfeito da bola (o mundo). Seu discurso no vestiário é mais ou menos o seguinte:

“Vocês são as forças do bem e precisam livrar a bola (terra) das forças do mal. A terra é o paraíso e precisamos protegê-la, estabelecendo um reino justo onde haja igualdade e vida em abundância. O adversário vocês já conhecem, ele é perigosíssimo. Há dois mil anos, no nosso primeiro confronto fomos derrotados não por falta de competência, mas porque foi um jogo sujo. Fomos traídos, injustiçados e eles acabaram levando o troféu.
O preço da injustiça custou caro para a bola terra e para os que amam esta bola. Muito sangue foi derramado, a violência e a pobreza se espalharam sobre ela e hoje já são mais de um bilhão de pessoas abaixo da linha da pobreza. Além disso a pureza do ar, as temperaturas agradáveis, o prazer de viver, o equilíbrio do eco-sistema estão sendo duramente afetados. Guerras, roubos, assaltos e uma infinidade de violências desfilam diariamente pelas telas da televisão.
Neste jogo de ida e volta não nos resta alternativa a não ser vencer. Vocês conhecem muito bem quais são as condições para jogar no meu time: nada de hierarquia, ninguém aqui é maior do que o outro, cada um tem sua posição e todas são importantes. Quem quiser ser o maior, que sirva o outro. Vocês não estão jogando por dinheiro, mas pela vida. Vocês receberam de graça, deem de graça e, principalmente, lembrem-se de que a bola é de todos.
Do outro lado está o nosso adversário: Ele é violento e joga por dinheiro, hierarquia e propriedades. Toda vez que aparece alguém que paga mais, ele vai embora, vive mudando de time. O tempo todo ele está disputando para angariar fama e mostrar que é melhor que os outros. Por fim, quando tem propriedades e dinheiro suficientes, já não se esforça mais para jogar. Nós vamos explorar bem os seus pontos fracos e assim ganhar o jogo.
Mas lembrem-se: nós estamos na casa do adversário. Na arquibancada está aquele que nos traiu. São bilhões cantando e gritando o hino deles: “dinheiro, propriedade, hierarquia...”. A pressão inicial, portanto, vai ser enorme...
Daquela vez não havia juiz e por isso não nos deixaram jogar. Isto agora nos favorece muito. Se for um jogo limpo, eles não nos poderão vencer. Vencendo, vocês sabem que estabelecem a justiça e a paz neste grande reino da bola e mandam este adversário violento, ardiloso e trapaceiro para a segunda divisão, de onde jamais sairá.